segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Retrato I

11/04.11:15
Eu conheci esse menino quinta-feira no ônibus 2215 quando passava pela barragem da Lagoa da Pampulha. Eu olhava para a luz do entardecer e Ernesto me perguntou se aquilo era o mar, que devia ser, porque era lindo. Naquele instante me lembrei do mar e quando voltei meus olhos para ele, vi que olhava para os pés. Os dele, os meus e, entre eles, uma joaninha. Permaneceu assim até o momento em que desci do ônibus, deixando-lhe nada, ou um sorriso.